Notícias

Educação e Meio Ambiente debatem novos projetos para as escolas
08/03/2017
Compartilhar:

Na terça-feira, dia 7, a Fundação Camboriuense de Gestão e Desenvolvimento Sustentável (FUCAM) e a Secretaria de Educação realizaram uma reunião com os diretores de escolas municipais e particulares do município. O encontro teve como objetivo apresentar as atividades da Fucam para 2017 e verificar a possibilidade de parcerias com as escolas para desenvolver projetos de educação ambiental.

Na ocasião, foram entregues materiais informativos e apresentados alguns projetos que têm como objetivo promover ações de educação ambiental em todas as unidades de ensino de Camboriú e, consequentemente, sensibilizar os alunos a desenvolver práticas sustentáveis em seu dia-a-dia, como a Coleta Seletiva do Óleo de Cozinha, Lixo Zero e Programa Tatu.

A secretária da Fundação de Meio Ambiente, Liara Rotta Padilha Schetinger, ressaltou durante a reunião a importância de desenvolver esses projetos nas escolas e pediu a colaboração das instituições. “Nossa equipe vai dar todo o subsídio técnico para desenvolvimento dos projetos”, explicou.  

A diretora do Centro de Educação de Camboriú (CECAM), Maria Aparecida, ficou interessada em aderir aos projetos e parabenizou a iniciativa. “Está mais do que na hora da cidade se movimentar de forma responsável nas questões ambientais. Fico feliz com a iniciativa, pois nós enquanto escola temos que fazer a nossa parte, colocar as ideias em prática. As crianças têm uma resposta muito rápida, essa é uma forma de preparar o futuro da nossa cidade”, comenta a diretora.

O diretor de resíduos sólidos da Fucam, Alexandre de Souza Metsger, destaca a importância de ouvir os diretores para saber o que deu certo em outros anos, descobrir os problemas e encontrar as soluções. Alexandre também apresentou a proposta do projeto Lixo Zero. “A ideia é transformar a gestão dos resíduos nas escolas, para que vá para a coleta apenas o rejeito”, esclarece. Alexandre destaca ainda que “o objetivo é que os alunos levem essa consciência ambiental para suas casas e isso tenha um reflexo positivo em toda a comunidade”.

A partir da reunião, o grupo definiu o prazo de 30 dias para que as escolas se organizem quanto às ideias que foram apresentadas e avaliem quais podem ser viabilizadas em cada unidade. Um novo encontro será marcado para definir as estratégias e montar um cronograma para o desenvolvimento dos projetos em cada escola que for participar. 

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS