Notícias

Mutirões de atendimento e aumento de servidores reduzem pela metade a fila para fisioterapia
30/03/2017
Compartilhar:

A fila de espera por atendimento fisioterapêutico em Camboriú deve zerar em até quatro meses. É essa a projeção calculada pelo Centro de Reabilitação e Fisioterapia de Camboriú (Cerfis),  que vem realizando desde o início do ano uma série de ações com o objetivo de normalizar os atendimentos à população. Até o dia 2 de janeiro, 781 pacientes aguardavam para iniciar seu tratamento. A espera média era de 6 meses até o início da fisioterapia.

Uma das medidas empregadas para agilizar os atendimentos e reduzir a espera foi aumentar a equipe de fisioterapeutas de cinco para sete profissionais. Além disso, a logística dos atendimentos também foi intensificada: um carro próprio passou a ser empregado para buscar e levar os moradores nas suas residências.

Segundo o coordenador do Cerfis, Renato Poncelet, a expressividade desses números se deve também aos atendimentos em formato mutirão, realizados em manhãs de sábado desde o início de fevereiro. “Os mutirões estão permitindo eliminar dois meses de fila de espera em um mês de atendimento. Até o dia 15 de março, a espera tinha sido reduzida a 430 moradores. Mantendo essa média, a projeção é eliminar a espera e normalizar o atendimento nos próximos três a quatro meses”, explica.

Em fevereiro deste ano, mês em que iniciaram os mutirões, 1.217 pacientes foram atendidos pelos fisioterapeutas do Cerfis. Até o dia 15 de março, 917 moradores já haviam recebido atendimento. O aumento é expressivo, principalmente se comparado com os meses anteriores: em de setembro de 2016, o Cerfis atendeu 458 pessoas; em outubro e novembro, o número caiu para 320 e 330, respectivamente; em dezembro, 230 pacientes foram atendidos.

A fisioterapia é um procedimento de saúde realizado com o objetivo de prevenir e recuperar lesões e cada paciente precisa de, pelo menos, dez sessões de atendimento - de acordo com as guias de encaminhamento médico. O prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, entende a redução da fila como uma questão importante de saúde pública: “A longa espera por atendimento, além de levar o paciente a conviver com o desconforto ou a dor, pode agravar seriamente problemas que - num atendimento ágil - poderiam ser minimizados ou completamente recuperados”.

O Centro de Reabilitação e Fisioterapia de Camboriú fica na rua Porto Alegre, 674, e o telefone de contato é (47) 3365 4700. Durante os mutirões são realizadas triagens e atendimentos gerais de fisioterapia, mas é necessário agendar a sessão para que se verifique a demanda de cada profissional. Os mutirões ocorrem em manhãs de sábado, das 8h às 12h, e não têm data para terminar. Renato Poncelet explica que o objetivo é manter a ação o tempo necessário para zerar completamente a fila de espera por fisioterapia em Camboriú e normalizar os atendimentos à população. 

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS