Prefeitura de Camboriú
A Cidade Turista Investidor Estudante Cidadão Imprensa Contato Facebook Twitter Canal no Youtube

Notícias

Tarde Literária mobiliza alunos e comunidade em busca de histórias de Camboriú
03/04/2017
Compartilhar:

A programação que celebra o aniversário de 133 anos de Camboriú segue nesta terça-feira, dia 04, com a 1ª Tarde Literária da Educação. Durante o evento, seis alunos terão desenhos e redações premiadas com aparelhos de ar-condicionado para as suas salas de aula. As produções artísticas e literárias são resultado do desafio, apresentado aos estudantes pela Secretaria de Educação, de fazer uma releitura de lugares ou acontecimentos que marcaram a história de Camboriú. Vencedores serão escolhidos por um corpo de jurados formado por professoras aposentadas do município, vereadores e secretários municipais.

Talita Linhares Veloso, coordenadora pedagógica da Educação Infantil, explica que a escolha do tema para a releitura era livre - ficando à cargo de professores, coordenadores e diretores das unidades de ensino, que deveriam discutir e decidir junto aos alunos. Entre os temas escolhidos estão a Praça das Figueiras, a antiga Pastelaria do Carlão, o Rio Camboriú e o Pau Brasil do Colégio Professor José Arantes.

 

O Centro de Educação Infantil Otília Santos da Silva, do bairro Areias, optou por pesquisar a história do casarão que abrigou locais icônicos na memória de Camboriú, como o Banco Inco e a popular Pastelaria do Carlão - no centro da cidade. A coordenadora Juliana Dacorégio Vieira conta que o processo de pesquisa envolveu  visita dos alunos ao terreno em que a construção se erguia, além da coleta de imagens antigas do prédio e entrevista com familiares do último proprietário. A equipe do C.E.I. Otília também apresentará uma maquete da casa.

 

“A partir da escolha do tema, os alunos e professores se mobilizaram em um trabalho de pesquisa histórica - entrevistaram moradores antigos para colher relatos, pesquisaram informações em documentos e fotografias antigas. Em seguida, cada aluno produziu uma obra”, explica Talita Linhares. No caso da Educação Infantil, cada criança produzirá um desenho acerca do tema pesquisado. Aos alunos do Ensino Fundamental, foi pedida uma redação.

 

Três categorias serão disputadas e premiadas na Tarde Literária: Educação Infantil, com a premiação dos dois melhores desenhos; Anos Iniciais, com a premiação das duas melhores redações; e Anos Finais do Ensino Fundamental, também premiando primeiro e segundo colocados. As unidades de ensino devem indicar cinco candidatos por categoria, que terão na Praça das Figueiras o espaço de 1 metro cada um para expor sua obra.

 

Os aparelhos de ar-condicionado foram doados por empresários da cidade, a pedido da Secretaria da Educação, que tinha como objetivo mobilizar diferentes setores da comunidade na ação. Os critérios de avaliação, para decidir os vencedores, são: criatividade, originalidade e conteúdo.

 

Segundo a secretária de Educação, Roseli Poltronieri Gervasio, a ideia era envolver a comunidade em torno da memória coletiva de Camboriú. “Muitas histórias são esquecidas porque não são contadas. É muito gratificante ver a mobilização em torno do resgate dessas memórias, que dizem respeito a todos que moram ou já moraram na cidade”, conta.

 

A 1ª Tarde Literária da Educação inicia às 14h e também terá biblioteca móvel - com contação de histórias -, músicas infantis e piquenique para as crianças. As redações e os desenhos dos alunos, bem como relatos, imagens e outros materiais produzidos pelas unidades de ensino durante o desafio, ficarão expostos durante toda a tarde para visitação da comunidade na Praça das Figueiras.

 

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS