Notícias

Camboriú inicia sistema integrado de informações para modernização da Saúde
28/04/2017
Compartilhar:

Na noite desta quarta-feira, dia 26, começou o processo de capacitação e treinamento dos profissionais de Saúde da unidade do CAIC: a primeira a usar o sistema de informática que vai mudar significativamente a gestão da saúde pública em Camboriú. Durante os próximos 30 dias, as agentes comunitárias vão substituir o papel e a caneta por tablet e computador. Todas as informações sobre atendimentos, exames e medicamentos serão digitalizadas e - em breve - cada paciente poderá acompanhar o agendamento de consultas pela Internet.

De acordo com o secretário de Saúde Ronnye Peterson dos Santos, o Distrito de Monte Alegre servirá de modelo: “Começamos com o CAIC porque temos ali três equipes de saúde. Em 60 dias, replicamos o sistema nas demais unidades da cidade, inclusive área rural”. No interior do Município, em locais sem sinal de Internet, o sistema vai funcionar off-line. “Todas as informações dos pacientes vão ser registradas nos tablets, pelas agentes de saúde. Esses dados serão transferidos para o sistema municipal na unidade de saúde dos Macacos, que tem Internet e serve de referência”, explica o secretário.

Para o prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, um dos grandes benefícios da informatização é o controle dos indicadores de saúde para diagnosticar políticas públicas necessárias à realidade local. “Vamos gerar estatísticas que dirão o que mais adoece os camboriuenses, quais medicamentos consomem, de que especialidades médicas precisam. Esses dados, ao longo do tempo, também geram históricos importantes: saberemos com um clique, por exemplo, se de 2017 para 2018 aumentou a incidência de diabetes e doenças crônicas no município”, destaca.

Outro benefício para a população será a divulgação da Fila Única da Saúde. Como as informações de cada paciente vão estar todas integradas em um único sistema, será possível descentralizar os atendimentos e estabelecer a fila única, que permitirá mais rapidez no agendamento de consultas. Cada morador poderá acompanhar o andamento da fila pela Internet.

O secretário destaca a importância do sistema integrado para a gestão municipal da saúde. “Hoje dependemos de que cada unidade envie informações para a Secretaria, o que pode ser complicado e demorado. Com esse sistema, teremos acesso global a todas as ações”, comenta. Entre essas ações está o tempo de espera por atendimento e o número de consultas de cada médico, técnico ou enfermeiro que atende a população.

O almoxarifado da Secretaria de Saúde e as Farmácias Municipais do Centro e do Distrito de Monte Alegre já contam com o sistema. Segundo o secretário, agora cada cidadão terá dados dos medicamentos que utiliza vinculados ao número do seu cartão do SUS: “Se houver suspeita em algum lote de medicamento, sabemos quem o levou para casa e recolhemos com velocidade”, destaca.

A estimativa do secretário Ronnye Peterson é de que em no máximo 30 dias a unidade de saúde do CAIC já esteja completamente informatizada. “O desafio agora é capacitar e familiarizar os servidores da Saúde com o sistema. É um processo de mudança cultural que, em alguns casos, vai exigir a alfabetização digital de servidores”.

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS