Notícias

Turismo de Camboriú lança oficialmente produtos de gastronomia rural
04/05/2017
Compartilhar:

 A Fazenda Caetés, na zona rural de Camboriú, receberá na noite desta sexta-feira, dia 5, o jantar que lança oficialmente os produtos do projeto de Turismo Gastronômico Rural de Agricultura Familiar. Desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o projeto agrega as propriedades agrícolas do Município numa visão associativista e busca colocar Camboriú na rota do turismo gastronômico e rural. O evento acontece junto com o pré-lançamento do Caminho de Santa Paulina, que levará caminhantes a percorrer trechos de Mata Atlântica e paisagens rurais até chegar a Nova Trento. No sábado, dia 6, os participantes vão contar com um café da manhã típico da roça, também com produtos locais.

Para o secretário Rodrigo Fidêncio, a iniciativa representa mais uma oportunidade de divulgar para comunidade e visitantes a força do turismo rural de Camboriú: “O Departamento Municipal de Turismo está desde o início do ano atuando junto com os produtores rurais e temos produtos de altíssima qualidade para apresentar. O desafio agora é divulgar para gerar riquezas e uma nova visão sobre a cidade de Camboriú, que tem nisso uma vocação econômica concreta”, explica.

De acordo com o prefeito Elcio Kuhnen, essa é mais uma oportunidade de incentivar a economia local: “A agricultura familiar representa segurança alimentar, produção sustentável e enriquecimento da cidade. Vamos fortalecer cada vez mais esse setor. Inclusive, com exposições periódicas dos produtores dentro e fora do Município”, destaca. Uma dessas exposições, já marcada, é a participação inédita de Camboriú com produtos agrícolas na BNT Mercosul, uma das maiores feiras de turismo da América Latina que - neste ano - acontece em Itajaí, nos dias 26 e 27 de maio.

Patrícia Ferrary, do setor do Turismo, é a responsável pelo projeto de Gastronomia Rural e acompanha pessoalmente o trabalho junto aos produtores. “São produtos com potencial de alta gastronomia. Toda essa produção rural é uma pedra bruta que estamos lapidando. Não vejo mais Camboriú sem desenvolver esse trabalho”, declara.

Além de coordenar o projeto, Patrícia, que é formada em Gastronomia, vai comandar a cozinha durante o lançamento dos produtos e assegurar a entrega de um cardápio surpreendente aos participantes do Caminho de Santa Paulina. Os produtores rurais e suas famílias estarão ao lado dela. Ao todo, 10 propriedades agrícolas já participam do projeto, produzindo, manipulando e entregando iguarias como o lambari empanado e limpo - pronto para fritar; chips de banana nativa; linguiças e pães artesanais; frutas e verduras orgânicas, entre outras.

O jantar contará com vegetais orgânicos, grãos como o cacau maranhão, flores comestíveis e diferentes iguarias preparadas de maneira a se tornarem pratos inesperados. No sábado, às 7h, será servido o café da manhã típico da roça. “Tudo o que vamos servir nos dois dias, com a única exceção da carne de gado, é cultivado em Camboriú por agricultores familiares camboriuenses”, reforça Patrícia.

O Caminho de Santa Paulina vai levar visitantes e moradores a reconstituir o trajeto percorrido por Amábile Lúcia Visintainer (conhecida posteriormente como Santa Madre Paulina) durante sua passagem por Camboriú em uma Festa do Divino no final do século 19. Durante o trajeto, que será feito inteiramente a pé por um grupo e, por outro, percorrido uma parte em ônibus, será possível visitar belas paisagens e propriedades do interior camboriuense. Um dos pontos de parada para será a casa do sobrinho centenário de Santa Paulina, o Nono Visenteinner.

O historiador camboriuense Isaque de Borba Corrêa, idealizador do Caminho, apresenta a ata que registra a passagem de Santa Paulina por Camboriú. “O documento histórico data a sua chegada na cidade, molhada e suja de lama devido à chuva, no dia 5 de abril de 1899”, conta. Na manhã do sábado, dia 6, o Padre Marcio Alexandre Vignoli celebrará uma missa para os caminhantes e comunidade na Igreja de Santo Antônio, localidade de Caetés no interior de Camboriú. Outras informações sobre o Caminho de Santa Paulina podem ser obtidas no telefone (47) 9 9286 4962 ou pelo e-mail caminho@madrepaulina.com.

 

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS