Notícias

Borracharias de Camboriú recebem fiscalização conjunta
18/07/2017
Compartilhar:

Em Camboriú, a Fundação Camboriuense de Gestão e Desenvolvimento Sustentável (Fucam) e as Vigilâncias Sanitária e Epidemiológica elaboraram um plano de ação para fiscalizar conjuntamente as atividades que podem causar impacto ambiental e à saúde das pessoas. Os primeiros a receber a fiscalização em parceria são os depósitos temporários de pneus nas borracharias da cidade. A fiscalização começou na quinta-feira, dia 13, e até agora averiguou 5 das 25 borracharias listadas como em situação mais crítica no Município. Locais irregulares são notificados e recebem prazo e apoio técnico para se adequarem à legislação ambiental. 

“Verificamos que, geralmente, os pneus recebem a destinação correta. O problema é que durante o tempo em que se espera acumular a quantidade, deve haver um cuidado para que eles não representem risco para a saúde pública”, esclarece Liara Rotta Padilha Schetinger, presidente da Fucam. A equipe do Programa de Combate à Dengue também acompanha a fiscalização, já que os pneus podem servir como depósito de água parada, o que possibilita a proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

O supervisor de campo do Programa de Combate à Dengue, Fábio Murilo de Souza, explica também que todas as borracharias visitadas estão sendo incluídas na listagem de pontos estratégicos para receber monitoramento dos agentes do Programa a cada 15 dias. “Durante a fiscalização conjunta com Fucam e Vigilância Sanitária, nós da Vigilância Epidemiológica  coletamos amostras de larvas para análise. Até o momento, nenhuma resultou positiva para o Aedes Aegypti”, informa Fábio.

De acordo com a legislação ambiental do Município, locais que armazenam pneus devem ter piso impermeabilizado, delimitação de espaço e cobertura adequada. “A Fucam disponibiliza um modelo da planta do local em que deve ser feito o armazenamento, para que o empresário não tenha custo com projeto. O objetivo da fiscalização não é punir, apenas regularizar”, destaca a presidente da Fucam.

Assim que concluídas as vistorias nas borracharias, outra atividade será escolhida para receber fiscalização ambiental e de saúde. Segundo Josiane Farias, diretora de Vigilância em Saúde de Camboriú, o próximo foco serão os ferros velhos e depósitos de sucata. “Em vez de fiscalizar no varejo, conforme chega a denúncia, vamos fiscalizar no atacado: escolher um setor de atividade de cada vez e percorrer todos os estabelecimentos”, completa Josiane.

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS