Notícias

Prefeitura de Camboriú vai disponibilizar 900 castrações até o final do ano
16/08/2017
Compartilhar:

A castração de cães e gatos previne doenças transmissíveis para a população, reduz o número de animais abandonados e aumenta a expectativa de vida e o bem-estar do bichinho. Mais de 100 animais foram castrados pela Fucam desde o início do ano, mas agora esse número vai aumentar significativamente: a partir da quarta-feira, dia 23, moradores de Camboriú que tenham renda de até dois salários mínimos no núcleo familiar terão acesso a 40 senhas por semana para a castração de cães e gatos, machos ou fêmeas. Com a contratação de uma clínica terceirizada pela Secretaria de Saúde, o serviço foi intensificado e até o final do ano devem ser castrados 900 animais na cidade.

O secretário de Saúde Ronnye Peterson dos Santos explica a licitação para contratação de uma clínica levou em conta o impacto que o grande volume de animais abandonados em Camboriú pode causar na Saúde Pública. “O Município é responsável por esse serviço porque a castração é a principal maneira de reduzir o número de animais nas ruas da cidade. Na maioria das vezes esses cães e gatos não são vacinados e oferecem risco de endemias, como sarna e raiva. Nosso objetivo é castrar os animais dos moradores com menor renda, que não teriam condições de arcar com esse custo, mas também alcançar os que já estão nas ruas da cidade, para que não se multipliquem”, diz.

Leandro Augusto Agostini dos Santos, veterinário da Fucam responsável pela avaliação física dos animais antes das cirurgias, destaca que além desses fatores, a castração ainda aumenta a expectativa e qualidade de vida de cães e gatos. “Evita tumores, os deixa mais calmos e, nos machos, reduz o hábito da demarcação de território. O próprio controle populacional dos animais também impacta no bem-estar, já que gatos e cachorros abandonados nas ruas estão sujeitos a sofrer com fatores como frio, fome e violência”, reforça.

Como solicitar a castração

As 40 senhas destinadas ao agendamento da castração serão distribuídas prioritariamente na quarta-feira, diretamente na Fucam (Rua Joaquim Nunes, nº 285), das 9 às 17 horas. Caso as vagas não se esgotem na quarta-feira, as senhas ficarão disponíveis para retirada nos outros dias da semana. Podem solicitar os moradores de Camboriú com renda familiar de até dois salários mínimos. Liara Rotta Padilha Schetinger, presidente da Fucam, destaca que para solicitar a castração é preciso apresentar comprovante de residência, RG, CPF e comprovante de renda dos membros da família maiores de idade.

“Sem essa documentação, não será emitida senha”, reforça Liara. São aceitos como comprovantes de renda o holerite, cópia da CLT ou declaração, reconhecida em cartório, no caso de trabalhador informal ou autônomo. Quem não tiver rendimentos, deve apresentar uma declaração informando ausência de renda, também reconhecida em cartório.

Serão castrados até dois animais por solicitante e cada animal deve pesar no máximo 12kg. Cadelas e gatas que estejam no cio ou com filhotes, não poderão ser castradas. “Nesses casos, pedimos que as pessoas esperem o cio acabar ou aguardem um prazo mínimo de 45 dias após o parto da ninhada para agendar o procedimento do bichinho”, esclarece o veterinário da Fucam. Leandro Agostini também informa que o animal encaminhado para castração deve ter no mínimo cinco meses de vida.

As castrações serão realizadas na clínica La Pet – Rua 916, nº 466, no centro de Balneário Camboriú. “As senhas serão retiradas na Fucam para que nosso veterinário avalie a saúde do animal, verifique ele está apto para passar pela cirurgia e agende a castração. O responsável pelo animal tem também a responsabilidade de levá-lo até a clínica na data e horário agendados para o procedimento”, encerra Liara.

Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS