Notícias

Professoras de escolas municipais participam de encerramento do PNAIC em Camboriú
08/06/2018
Compartilhar:

Professoras de escolas municipais de Camboriú participaram do seminário de encerramento do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), na noite de quinta-feira, dia 7. A Secretaria de Educação certificou cerca de 60 profissionais pela participação na formação continuada. O evento contou ainda com uma apresentação teatral e a leitura de um poema sobre letramento, feita pela aluna do 2° ano da escola Professora Ivone Teresinha Garcia, Evelin Burati Fernandes.

O PNAIC é um programa nacional que tem como objetivo alfabetizar crianças até os 8 anos de idade. A formação abordou temas como direitos de aprendizagem no ciclo de alfabetização, formação de leitores na escola, avaliação na alfabetização com a perspectiva de um currículo inclusivo, infância e linguagem, e linguagem oral e escrita na Educação Infantil – práticas e interações. No último ano, os encontros foram realizados duas vezes por semana.
 
“O professor sempre tem algo novo a aprender. A formação continuada é uma ferramenta capaz de contribuir para o aprimoramento do trabalho docente, fortalecendo vínculos entre os professores e os saberes. Parabenizo todas as professoras que participaram da formação. Essas profissionais fazem a diferença”, declara a secretária de Educação, Alecxandra Vitorassi Rosa.
 
Os encontros do pacto foram mediados pelas formadoras Ilcirene Reis Machado, Angelena da Silva, Juciane de Souza e Mirian Regina Justo. A coordenadora municipal do PNAIC, Paula Reis, acredita que professores devem ver a educação com encantamento. “Precisamos olhar as coisas com os olhos de uma criança. Essa qualificação possibilita aos profissionais que compreendam o processo educacional e o apliquem de forma organizada e sequenciada, respeitando as várias maneiras de ensinar”, completa.
 
Para a professora da escola de campo Hercílio Zimmermann, Edinete Mateus, falar do PNAIC é falar de desafios. “Sair da zona de conforto para fazer o novo foi difícil nos primeiros momentos, mas, no decorrer da formação, mudei minha visão. A troca de experiência nos permite inovar. Nós podemos fazer a diferença dentro das salas de aula”, finaliza.
Todos os direitos reservadosPrefeitura de Camboriú / Santa CatarinaPrefeitura de Camboriú / Santa Catarina
Desenvolvido por BRSIS